Cubo da Luta

anotações, notas e análises

A poucas semanas do fim de 2009: balanços e projeções

leave a comment »

da esq. a dire: Lê Cubo, Sarah Massa e eu. Atrás: Mayara Lumo, Felipe Massa, Thais RedeCem, Laura e Gabriel Lumo, Ivan RedeCem. No fundão: Capilé Cubo e Talles Goma

Estou há dias tentando esboçar as primeiras linhas deste tópico. Acho fundamental terminar um ano com uma listinha ou algo possa servir como uma espécia de balanço do ano que passou. “Muita água passou por debaixo dessa ponte” chamada 2009, e os fatos registrados acenam que 2010 será o ano da consolidação de muitos pontos e construção de novas rotas que em 2011 promete ganhar o mundo.

.

Começar por 2009 é dizer que encontro-me em Recife (onde participei da Feira Musica Brasil 2009 – ver foto acima) – capital de Pernambuco e terra do Lumo Coletivo – dos camaradas @lauramorgado, @gabrielcardoso, Mayara e Carlinhos, guerreiros locais que encerram o ano com um super saldo positivo. Há um jargão no @foradoeixo que se diz “fazer entrega”, numa referência ao cumprimento de metas. E os caras em 2009 acabaram de “entregar” uma rota sensacional de circulação na  Região Nordeste: Fortaleza, Natal, João Pessoa, Campinha Grande, Recife, Maceió, Aracajú, Salvador e Vitória da Conquista, cidades que compoem hoje a rota de circulação de artistas que por ali passarem, a exemplo da I Tour Nordeste Fora do Eixo – realizada esta semana pela @macacobong @porcaspasseio e @burromorto. Todas juntas tocaram de terça a domingo, cada dia em uma cidade. A repercussão? Que um show foi mais foda. Como lembra sempre @PabloCapile nessas andanças, o estímulo é a base de tudo. E pra fazer show bombar em plena terça, “meu irmão”, tem haja estímulo por parte dos coletivos. #Agência Fora do Eixo #ForçaForadoEixo.

.

MB, Porcas e Burro Morto. Uma parada em meio a agitada circulação.

MB, Porcas e Burro Morto. Uma parada em meio a agitada circulação.

Além das boas novas proporcionadas pela Agência em parceria com o #FDENordeste, em 2009 avançamos e muito no debate que se refere ao tema sustentabilidade. Várias produtoras do #CFE vem empreendendo forças para sistematizar e executar um planejamento/produção mais adequada no que se refere à captação de recursos para projetos institucionais da rede, e para isso vários mecanismos vem sendo estudados, especialmente para a composição do Fundo Fora do Eixo, a citar, os editais, os sistemas de convênios, doaçoes, recurso próprio, etc. O interessante dessa experiência é que a demanda promoveu o encontro de muitas forças femininas interessantes na rede; lideranças de vários coletivos, por diversas vezes passadas despercebidas no emaranhado de informações cibernéticas, mas que em seus locais ocupam espaços importantes para a consolidação dos trabalhos e processo de territorialização. O resultado é que o encontro vem fortalecendo também o debate sobre gênero na rede, e o papel que a mulher vem desempenhando nesse processo de luta e conquistas.

.

Eu, Heluana Palafita e Laura Lumo. Agentes da sustentabilidade FDE no Fórum de Cultura Digital (SP) em novembro

Eu, Heluana Palafita e Laura Lumo: agentes da sustentabilidade no Fórum de Cultura Digital em SP - nov/2009

A distribuição Fora do Eixo também encerra o ano com vários avanços. O núcleo vem operando com destreza os lançamentos de novos cd`s através do projeto @compacto.rec. E as banquinhas vem cada vez mais se proliferando, garantindo assim que os produtos culturais alcancem a ponta= público. Aconselho a quem não ouviu, que acesse o site do projeto: http://compactorec.foradoeixo.org.br. Entre, baixe as músicas e confiram as últimas novidades de som disponíveis ali. Tenho que certeza que irão adorar 🙂

.

Além disso, há os projetos Grito Rock 2010, que este nesta edição será mais incrível que nas anteriores, e ainda o # Festival Fora do Eixo, que será realizado em um formato ainda mais inovador que em sua primeira versão ocorrida em 2007. Aguardem, que em breve trago mais informações sobre isso aqui.

.

Fico por aqui que pois amanhã seguimos viagem para Campina Grande, em mais uma parada, desta vez, para encontrar com os camaradas do novo ponto Fora do Eixo na região, o @natoracoletivo. De lá trago mais novidades, desta vez, sem demora.

.

fui !

Em Cuiabá, na corrida contra o tempo

leave a comment »

 

# Estamos há poucos mais de três meses de distância para o fim de mais um ano. Setembro chegou, e como já intui anteriormente, apressado e ofegante. Dias agitadíssimos estão chegando, e resta-nos encher os pulmões e se preparar para mais uma maratona frenética de produções que agitarão a vida de todos os cubistas e foras do eixo nesta reta final de 2009. Vamos aos fatos:

.

# Como já contei em outros posts, o Calango está chegando, e o ritmo de produção aos poucos começa a apertar.  A pré-produção já está em pleno andamento, e as planilhas e arquivos começam aos poucos a ilustrar o universo do http://calangotec.blogspot.com. Negócios e os últimos acertos comerciais; montagem/atualização de cronograma de execução; correria para o cumprimento de deadlines e tudo mais que uma empreitada como essa tem direito… com um detalhe importantíssimo: este ano foi marcado pela circulação intensa dos cubistas, o que representará uma pré ainda mais apertada (!) Esperem e verão!

.

# Enquanto isso estamos quase de malas prontas para o Congresso Fora do Eixo – que acontecerá entre os dias 21 e 27 de setembro em Rio Branco.  Esta é a segunda edição do COFE, a primeira rolou ano passado aqui em Cuiabá durante o Calango 2008, e reuniu uma galera bacaníssima hoje em franca atividade nos coletivos de todo o Brasil. Nós  cubistas mal conseguimos colocar os narizes para fora de nossas posições estratégicas, embora todos estivessem entusiasmadíssimos para tal. O bacana é que para compensar este ano nos deslocaremos todos para RB, onde poderemos nos concentrar nos debates, reflexões e planos para 2009/2010. Sem dúvida depois de lá nossas agendas se abarrotarão ainda mais de atividades!

Foto histórica: galera reunida no I Congresso Fora do Eixo, ano passado, em Cuiabá

# Antes disso, no entanto, passarei pelo Festival Vaca Amarela, principal projeto na agenda da Fósforo Cultural, coletivo fora do eixo e um dos núcleos produtivos mais importantes da cena musical independente goiaba, onde dividirei mesa com 0 com o MMrecords Lariú, também convidado para o debate da mesa de comunicação (Confiram a programação aqui: http://fosforocultural.com.br/) e também pelo Porão do Rock – que sediará uma conferência livre de cultura, bem como uma reunião importantíssima da Rede Música Brasil, e que cada dia que passa angaria mais militantes na bandeira em prol da música.


# Falando em conferência livre, e conforme já divulgado pela Cubanna, fomos convidados pela MINC para sermos facilitadores do processo da Conferência Nacional de Cultura em Cuiabá, o que envolverá um processo amplo de mediação das conferências municipais, interdistritais e estadual, sem contar as conferências livres. Estamos já inclusive elaborando estratégias para circular cidades do interior com vistas a acompanhar de perto as articulações. Vai ser um momento importante de debate com as lideranças dos mais diversos segmentos, e um puta espaço de troca de tecnologia e aperfeiçoamento de nossas tecnologias de gestão. Estamos entusiasmadíssimos com a proposta.

eu e a Lê (canto esquerdo) durante o encontro promovido pelo MINC com vistas a promover o treinamento dos facilitadores.

 

# Outra conferência temos começado a nos inteirar é a Nacional de Comunicação. A Dríade está acompanhando de perto as reuniões que vem se dando na UFMT todas as quartas, a partir das 18h. E com os relatórios, estamos armando estratégias para aos poucos dedicarmos mais na mobilização de forças para a ação. Mais informações podem ser acessadas a partir do blog do Cubo – http://espacocubo.org.br!

# E para antes do programa estamos correndo ainda para finalizar nossa participação na coletânea Fora do Eixo que a Discos FDE está capitaneando; sem contar o Relatório Fora do Eixo 2009/2010 que vai apresentar um mapa da movimentação FE neste ano

.

# Tanta água já passou de baixo da ponte 2009, e pelo visto ainda há muito que vir. Enquanto isso faço uma pausa para o café sob som de um tango argentino, e pensando um queijo quente que daqui a pouco estou prestes a fazer.

.

Abraço apertado e fui!

Written by marielleramires

setembro 6, 2009 at 5:32 am

Pés firmes na terrinha

with one comment

SAUDOSOS, cá estou eu novamente frente a frente com a página em branco do wordpress que acolhe meus pensamentos, reflexões, lamentos (porque nã0?!), e outras idiossincrasias de uma cabeça amontoada de bolinhas de gude numa referência ao temperamento lúdico que habita minha memória e o lado direito de meu cérebro.

.

.

.

Há três semanas saí da imersão absoluta e voltei às ruas ensolaradas da terrinha. Desta vez já em plena pré-produção do Festival Calango 2009, que conforme fora anunciado pelo nosso twitter, já tem datas oficiais, repito aqui, dias 30, 31 de outubro e 01 de novembro. Aí conto mais aqui:

1- Além da mudança de datas, esse ano o Calango trará mais uma novidade. Em um formato inédito, terá seu último dia – o domingo – sendo realizado em pleno espaço público, absolutamente free  e com uma atração pra lá de especial. Aguardem e confiram!

2- Conforme disse acima, estamos já em pleno processo de pré, operando oportunamente o comercial do festival focado claro, no nosso sitema de crédito Cubo card. Para o Negócios ao Cubo essa é uma oportunidade ímpar de incluirmos mais empresas no sistema, aumentando, consequentemente,  o lastro da nossa moeda complementar (!!!) e os sorrisos de nossos agentes integrados :]

3- O resultado é que mais empresas estão abraçando a proposta: já temos um restaurante, uma papelaria, duas lojas de roupas e estamos negociando mais novidades que se rolarem vão deixar os agentes integrados loucos para gastar. capiche?!

.

* Quanto ao Fora do Eixo, há novidades deliciosas em franca operação. A exemplo, esta semana estamos realizando o primeiro Observatório Fora do Eixo, com uma programação intensiva de conferências sobre o tema “Economia Solidária”. A programação está sendo toda realizada via rádio Fora do Eixo. Desta vez, a novidade é que além do audio, temos debatido o tema no chat preparado pela equipe Massa Coletiva exclusivamente para a ação. Saca só: http://salaobservatorioforadoeixo.blogspot.com.

Arte by Laura Lumo

* Além do Observatório, outra ação, desta vez no campo da distribuição, que vem mobilizando a rede é a coletânea Fora do Eixo, que contará com mais de vinte títulos a ser lançada em versão luxo pelo Programa Fora do Eixo Discos 2009. Somado a isso já lançamos nesses últimos dois meses o Edital Fora do Eixo de Circulação e a agência de bandas… Em breve trago mais novidades sobre o tema.

.

.

.

Pra encerrar, deixo um pensamento íntimo, escrito certa vez por mim,em outra página virtual. Eis aí:

“Pego-me sempre entretida com as pandogas que ilustram o céu ao lado de meu teto
Voam alto as meninas. Um vôo rasante, gostoso, mas pretensiosamente permitido
Fazem-me chorar sempre, de tristeza, ao vê-las guiadas por Gepeto
Com cabelos ao vento e pouso datado

Um destino talhado feito uma estatueta

Para alguns, eis algo

Para mim, uma estatueta
Belo, mas triste, disse certa vez um amigo
Sim, belo, mas triste”.

_

beijos na bochecha e

fui!

Written by marielleramires

agosto 7, 2009 at 3:40 am

Publicado em Uncategorized

Incubada em Cuiabá

with one comment

Eu e Ms Demosul (filha do Marcelo Domingues), em passagem por Londrina em 2007

Eu e Ms Demosul (filha do Marcelo Domingues), em passagem por Londrina em 2007

De Boa Vista pra cá; de cá pra Goiânia; de Goiânia de volta.

Pés firmes em Cuiabá, e imersa em elaborações / execução de projetos eis que o ano já badala ares de fim de junho, e julho já esboça um sorriso maroto como alguém que prenuncia os dias que virão por aí. Em síntese, o Calango foi pra outubro, antes dele ainda temos Jambolada; Varadouro; Congresso Fora do Eixo; demandas internas do Cubo; CFE; Abrafin; Conferência Nacional da Música; etc etc etc, paralelo, claro, a pré-produção do mesmo. dique?

Enquanto isso, a atual conjuntura é de absoluta imersão: planejamento; execução; elaboração de projetos; mais etc etc etc. Domingo à domingo; semana atrás de semana, os olhos permanecem ávidos em frente ao monitor.

.

.

.

No ínterim disso tudo, tento escrever uma poesia diferente a que tenho feito com minhas planilhas.

Mas …

minha cabeça só é algebra.

_

Eis por hora, chicos!

Nos vemos na próxima esquina.*

Written by marielleramires

junho 28, 2009 at 3:49 pm

Publicado em Uncategorized

Tagged with

De Roraima à Cuiabá; de Cuiabá à Goiânia

leave a comment »

* De Roraima para Cuiabá; de Cuiabá para Goiânia. Há um punhado de dias que separam uma e outra (sim, eu sei queridos leitores), e consequentemente, o último post deste que aqui escrevo agora. No entanto, os dias em Cuiabá foram de horas escassas, abastada como atividades que iam desde a rearticulação dos trabalhos do Negócios e encaminhamentos gerais do Cubo, Fora do Eixo e Abrafin, até a finalização da pré-produção do casamento da minha amada irmã Marcelle, casada no último dia 16. .

Imagem ilustrativa

* Na quarta-feira, dia 20, com malas prontas novamente e lado a lado dessa vez por Alfa Canhetti, o rumo seria Goiânia, onde chegaríamos às 10h da quinta-feira, quinze horas depois de um breve trajeto de bus. Na chegada, fomos recebidas por Pablo Capilé, do Espaço Cubo/Circuito Fora do Eixo/Abrafin acompanhado por Fabrício Nobre, da Monstro/Abrafin/MQN. Ambos se preparavam para mais uma reunião que teriam com desta vez na sede da Monstro com Talles Lopes (Goma/ CFE/Abrafin); Claudão Pilha (A Obra/Abrafin/Casas) e ainda outros parceiros. Todos, claro, na pilha e em plena articulação.

*  Quanto a mim, minha agenda oficial começaria às 17h, com a palestra capitaneada pela banda Black Drawing Chalks e também pela produtora do festival Pop Montreal. No dia seguinte, foi a vez da palestra de Mídias Independentes, que ministrei com a participação do Ney Hugo. Na sexta à noite, o Bananada inauguraria sua ediçãode 2009, com uma programação que duraria até o domingo. Shows ótimos pela diversidade (adoro!) e acústica do Martim Cererê (que dispensa apresentações); produção modesta (no comparativo com o irmão Goiânia Noise), porém não menos caprichada; e transmissão bombada da web rádio Abrafin (confiram um pouco da repercussão), que chega a sexta edição do programa de transmissões.

Rádio realizada em parceria com o Circuito Fora do Eixo

* Além do festival, uma fato importantíssimo articulado neste fim-de-semana em Goiânia foi a fundação da Rede Fora do Eixo Goiás (prevista para operar nos moldes da Fora do Eixo Minas e Fora do Eixo SP) – um passo importante para uma ampliação ainda maior dos micro-circuitos nacionais, que impulsionarão/garantirão cada vez mais espaços para a circulação dos agentes produtivos atuantes no setor da música independente, e consequentemente, de uma estruturação ainda maior da cadeia produtiva do setor como um todo. Já existe inclusive uma data de lançamento oficial da FE/GO. Previsão: dia 18 de julho. Aguardem!

* Com essa articulação, este será o terceiro estado com um circuito próprio, com uma regional fora do eixo. Um status justo tendo em vista o histórico da prestação de serviço dos goianos para a música independente nacional.  Além da Fósforo Cultural e do IGC (Goiaba Rock) – pontos fora do eixo já instituídos – ingressaram no catálogo  da rede goiana a Monstro Discos; o Coletivo Pequi (Anápolis-GO); além de outros grupos produtivos de Piracanjuba (GO), Brasília (DF) e outros possíveis municípios ainda em haver.

Parte de Goiânia vista de cima


* Falando em Monstro Discos, os parceiros abrafínicos, finalmente ingressaram no Circuito Fora do Eixo, via rede Fora do Eixo Goiás .  O bacana é que se aproximam com uma tecnologia amplamente desenvolvida, engendrada ao longo de seus tantos anos de atuação; a expectativa é que, se focados no esquema colaborativo, tendem a contribuir e muito com a formação de novos agentes, bem como a ampliação da rede para além do território brasileiro. Esperamos ve-los investindo firme no desenvolvimento da rede Goiás, numa parceria bacana com os  guerreiros da Fósforo, IGC e demais parceiros recém chegados. Aliás, boas vindas a todos!

* Além do tema rede goiana, outro debate que rolou bacana com os Monstros, foi o lançamento de um projeto ainda sem nome, focado no setor de distruição e que terá como meta estimular a profissionalização dos pontos de distribuição do CFE, visando a formação de uma rede com capilaridade suficiente para fazer os produtos escoarem nos mais diversos rincões desse Brasil. A proposta do projeto ainda está sendo formatada, e em breve trago mais detalhes sobre ela.

* Paralelo aos debates, eu e Canhetti fizemos uma maratona de compras de produtos para a loja da Cubo Discos. Resultado: estamos voltando para Hell City com uma pá de novidades, que vão desde cd`s à camisetas, bolsas e demais acessórios. Os usuários do Cubo Card vão adorar!

* Aproveitando as compras, trocamos muitas idéias com os expositores do festival, monstrando o potencial que o circuito tem no que tange ao escoamento de produtos… sem dúvida, muitas novidades virão neste setor.

* E antes de ir-me, vale lembrar que dia 31 encerram as inscrições para o Programa de Intercâmbio Cultural capitaneado pelo Minc. Vale a pena conferir mais informações.

* Depois destes dias em terras goianas, amanhã às 11h seguimos para Cuiabá, onde ficarei por quase três semanas. De lá conto mais novidades.*

Written by marielleramires

maio 26, 2009 at 6:26 am

Publicado em Uncategorized

Boa Vista em Roraima

with 4 comments

Boa (Bela) Vista. Visão panorâmica

* O Brasil é um país de proporções continentais! Claro que afirmar isso é como “chover no molhado”, mas quando se está aqui na ponta do Caburaí (nunca mais falo Oiapoque!), é difícil não refletir a questão…

**  Boa Vista é uma cidade agradabílissima, horizontal (vi só uns três prédios altos na cidade), jovem (a cidade não tem nem dois séculos de história urbana), de pouco mais de 250 mil habitantes e com um orla capitaneada pelo Rio Branco que dá gosto de ver. A cidade faz fronteira com países da América do Sul como Venezuela e Guiana, além dos estados brasileiros Amazonas e Pará (desconsiderem a Colômbia, minha gente. ver mapa). Dizem por aqui que é mais fácil passar férias no Caribe, que encarar uma viagem pro sul do país. Eu acredito fácil nisso!

*** Quanto ao mercado da música independente, os trabalhos por aqui estão apenas começando, no entanto o solo é fértil e o trabalho está em franco desenvolvimento. Sobre a questão, a mais que se dizer:

1) A banda Mr Jungle foi o dispositivo que deu o pontapé na história da recente movimentação que vem se engendrando por essas terras. O líder da banda, Manoel VilasBoas (foto abaixo) depois de circular por festivais como Beradeiros, Grito Rock Cuiabá e Calango, Varadouro, entre outros, viu que por aqui dava pra “fazer a coisa acontecer”. Arregaçou as mangas, mobilizou pessoas e criou o Coletivo TomaRRock, responsável pela realização do GR Boa Vista, do Festival Tomarrock, e de outra pá de projetos e eventos que realizam mensalmente. Hoje o Tomarrock vive nova fase de estruturação já que vem refletindo sobre os próprios métodos e primando pela profissionalização cada vez maior de suas ações. Sem dúvida, muitíssimo em breve, todo o Brasil ouvirá mais a respeito do coletivo romairense;

2) Outra provocação que temos feito é quando a dedicação exclusiva ao Tomarrock. Hoje praticamente nenhum dos membros se dedicam exclusivamente a movimentação Tomarrockiana, o que dificulda o desenvolvimento de tecnologia própria, avanço dos projetos em rítmo mais célere e contato mais dinâmico com a rede do Fora do Eixo. Esperamos que muitíssimo em breve eles possam desenrolar esse lado por aqui;

3) Apesar da falta de exclusividade, nesse um ano e meio de ações o TomaRRock começa a colher bons frutos. O Sesc, o Sebrae, entre outros órgãos públicos de RR começaram a se aproximar, e sem dúvida, em muitíssimo pouco tempo começarão a investir nas ações do mesmo por aqui. O Sesc, aliás (corrijam-me roraimenses, caso esteja errada), já os convidou para capitanear a produção do próximo festival que realizam todo o ano, um dos principais na agenda do independente de RR. Na próxima edição do Festival do Sesc, planejam trazer bandas como Macaco ou Móveis Coloniais de Acajú. Um luxo!.

4) Circuito próximo por aqui é o de Manaus – rota para bandas interessadas em todas por esses lados de cá. A capital de AM tem um aporte populacional que ultrapassa os dois milhões de habitantes e apesar do gingantismo, e do PIB (segundo consta o quinto maior do país), Roraima não perde muito para a movimentação amazonense, que até pouco tempo via na Tum Tum uma das principais responsáveis pela movimentação da cena de lá. Com a ausência do Paulo Lins do front (hoje ele é executivo da LG), agora as expectativas estão todas lançadas para o Coletivo Cuia Rasa, que contará demais (podem apostar) com a força dos tomarrocks para o estímulo das ações por lá. Eu aposto minhas fichas nisso.

5) Outra ação que os tomarrockianos comentaram que planejam capitanear no ano que vem é uma edição do Grito Rock Venezuela… um aperitivo para as futuras conexões que o roraimenses poderão estabelecer com o circuito hermano, o que (creio eu) para as demais regiões do país servirá como puta estímulo de circulação pros lados de cá;

**** Além da semana em Roraima, as atividades na net (única coisa a desejar na cidade pela velocidade a manivela) continuam intensas como sempre. Essa semana lançamos o debate junto a algumas mulheres fora do eixo sobre a organização de uma rede feminina que atue de maneira sistêmica na rede. Na conta, há protagonistas dos mais diversos estados: Eu, Lenza, Alfa e Dríade (Cubo); Karla e Kaline (Catraia); Sarah, Carol e Maithe (Massa); Laura e Mayara (Lumo); Biba (Goma); Bruna (Raio q U Parta); entre muitas outras.

****** A proposta é – a priori – é reunir todas num fórum de debate com vistas a debater ações de sistematização da rede, planejamento de parcerias e ações com vistas a estabelecimento de políticas de gênero, e também o fortalecimento político dessas que são as principais (e digo sem medo de errar) responsáveis pela sistematização das ações dos coletivos e da rede como um todo. Capiche?

****** Outra novidade é que essa semana fechei com o Bananada a realização da oficna de Mídias Independentes lá em Goiânia. Essa será uma oportunidade bacana de estabelecer o debate com os fazedores de mídia independente daquela cidade, e também estimular os agentes já inseridos no Circuito Fora do Eixo que atuam por lá… Trago mais informações a respeito em breve.

******** Neste domingo volto finalmente a Cuiabá para passar uns quinze dias por lá. O período será valioso para colocar em dia as atividades do Negócios ao Cubo em dia, além claro, de outros projetos do Fora do Eixo, Abrafin, entre outros. Imersão total nos recôndidos cubistas à vista!

********** Hoje vai rolar a tarde uma reunião para a articulação do Fórum Permanente de Cultura de Roraima. O Estado não possui ainda um fórum do setor organizado, tampouco uma secretaria de cultura de Estado ou do Município… ou seja, este será um passo importante para eles e o bacana é que estamos aqui para presenciar isso!

** Vou começar a me arrumar para não me atrasar ao encontro… Nos vemos mais tarde por aqui!

Written by marielleramires

maio 9, 2009 at 2:45 pm

De Cuiabá para Boa Vista

leave a comment »

* Os dias em Cuiabá passaram voando. Mal chegamos na cidade, e a segunda dava olá e anunciava o retorno a estrada. Na sede as coisas urgem, e o tempo ganha nova dimensão, impressionante isso. Deu pra matar um pouco a saudade do calor e se refazer para mais uma semana fora. O destino agora é Roraima, mais especificamente Boa Vista – de onde teclo agora.

* Não deu tempo ainda pra conhecer a cidade, tampouco para encontrar os parceiros TomaRRocks, a quem nos dedicaremos nos próximos dias. Pararelo a isso Pablo Capilé ministrará palestra no programa Itaú Cultural, que promoverá palestras e debates nos próximos três dias por aqui. Em síntese, com essas atividades a agenda por aqui prevê manhã e tarde de palestras e seminários, e noite de oficina do Programa Cubo Tec, focando os agentes produtivos daqui.

* Passei pra falar olá, e dependendo de como for, amanhã trago mais novidades.*

Written by marielleramires

maio 5, 2009 at 11:00 pm

Publicado em Circulação